Sindseg-GV/ES se solidariza com vigilantes vítimas do crime ambiental em Brumadinho

0
192
Vigilantes são vítimas do rompimento da barragem em Brumadinho
Tragédia anunciada tem mais de 300 desaparecidos

Entre os muitos funcionários da Vale, em Brumadinho (MG), estão alguns vigilantes que estavam em seus postos de trabalho ou no refeitório, quando aconteceu o rompimento da barragem na última sexta-feira. São mais de 300 desaparecidos e, até o momento, 58 mortos na tragédia criminosa.

Com pesar, manifestamos a nossa solidariedade as famílias de cada companheiro, trabalhador e morador daquela região.

O fato não se trata de uma tragédia natural. É consequência da irresponsabilidade e omissão de empresas e de governos. Irresponsabilidade do empresário que coloca o lucro acima da vida. Omissão dos governos que não cumpre o seu papel de fiscalizar. Empresas e governos em conluio agem conforme suas conivências, ignorando os riscos de uma tragédia anunciada.

Esse é um exemplo do que significa o “emprego ou os direitos”. Quando se põe o emprego sem garantia de direitos, não cabe ao trabalhador se queixar dos riscos. E se houver a destruição do Ministério do Trabalho e o fim da fiscalização das condições de trabalho, muitas outras tragédias por irresponsabilidade poderão acontecer.

Precisamos que as instituições funcionem para garantir a vida de qualidade, não apenas o lucro de empresas. Basta de irresponsabilidade com a classe trabalhadora e com a vida!